segunda-feira, 9 de julho de 2012

Sopa de Beldroegas

Na culinária alentejana destacam-se muitos pratos em que se integram ingredientes recolhidos na natureza. É esse o caso da sopa de beldroegas!

A beldroega é uma planta infestante que pode ser encontrada nos campos e nos quintais e que, apesar de apenas nos custar o trabalho de ser apanhada, é rica em sabor e nutrientes. Hoje já se consegue encontrar em alguns mercados, não sendo necessário ir apanhá-la nos campos.




Ingredientes:
2 molhos de beldroegas
1 tomate maduro
1 cebola grande
4 dentes de alho
2 batatas
4 ovos
1 folha de louro
Fatias de pão alentejano do dia anterior qb.
Sal e azeite qb.

Arranjar as beldroegas, escolhendo as folhas em bom estado e descartando os talos, os botões de flores e sementes. Lavar bem. Descascar as batatas e cortar em rodelas com cerca de meio centímetro. Levar a cozer em água temperada com sal. Picar a cebola e levar a refogar em azeite num tacho onde seja possível preparar o caldo das beldroegas. Juntar os dentes de alho esplamados com o lado da faca. Acrescentar a folha de louro, a que retirou as pontas e o veio central. Deixar refogar até a cebola estar transparente. Pelar o tomate maduro e cortar em pedaços pequenos. Juntar ao refogado e deixar cozinhar até se desfazer, ajudando a esmagar os pedaços com uma colher. Temperar de sal. Acrescentar as folhas das beldroegas e deixar cozinhar um pouco. Acrescentar cerca de meio litro de água a ferver, misturar bem. Juntar as batatas que já estão meio cozidas, assim como a água de cozedura. Deixar cozinhar durante uns minutos até que as folhas das beldroegas e as batatas estejam cozidas. Se for necessário, acrescentar mais água quente. Rectificar o tempero. Partir os ovos e escalfá-los no caldo. Entretanto, cortar o pão em fatias finas e colocar numa terrina. Quando os ovos alcançarem o ponto pretendido, retirar da panela. Deitar o caldo com a beldroegas e as batatas sobre o pão migado e guarnecer com os ovos escalfados. Servir iemediatamente.




O sabor deliciosamente ácido das beldroegas, combina com o sabor do ovo. Mesmo com calor, umas sopas são sempre um consolo para o estômago e para o coração.




Bom apetite!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

11 comentários:

  1. Hum.. me deu água na boca parece realmente deliciosa.
    bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Fê! Estava mesmo boa. Bjnhos

      Excluir
  2. Eu fico encantada com a comida alentejana.
    Devo ter alguma costela antiga por lá, pois adoro a gastronomia e doçaria.
    Esta sopinha está uma maravilha, com o pão, e as beldroegas que eu nunca provei, com pena.
    Beijinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ginja!
      Deves ter mesmo... quando arranjares beldroegas experimenta. Não é muito complicada de fazer e é tão boa!
      Bjnhos

      Excluir
  3. Esta sopa é das melhores coisas que me podem dar a comer.
    Adoro!! Que aspecto fantástico!
    Um beijinho e boa semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Gisela!
      Votos de uma boa semana também para ti.
      Bjnhos

      Excluir
  4. Olá

    Que bela sopinha é típica do Alentejo. Adoro baldroegas, muito bom mesmo.

    beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana!
      É uma bela sopa. Simples e deliciosa.
      Bjnhos

      Excluir
  5. olá,
    já sabes que gosto muito de vir ao teu blogue, adoro a maneira como falas do alentejo e gosto de ver aqui as receitas que tão bem conheço =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Vera!
      Bjnhos e um bom fim de semana

      Excluir
  6. Olá Manuela,
    visitar o teu blogue é um consolo para os olhos e para o coração!
    Apetecia sair por ai e ir apanhar uma beldroegas, hihihih! Aqui no norte, pelo menos onde moro, são escassas.
    A tua sopa deu-me imensa vontade de mergulhar a colher, ainda por cima aqui chove e está bem fresco pelo que sabia bem a dobrar!
    Bjs

    ResponderExcluir